América do Sul

S_Amer_Detail

Bolívia

A mensagem Adventista do Sétimo Dia chegou na Bolívia em 1897, quando um evangelista de literatura entrou no país com cópias do livro Patriarcas e Profetas e Caminho a Cristo. Mas foi só em 1907 que os missionários adventistas, Edward W. Thomann e sua esposa Flora, foram designados para a Bolívia.

Hoje, a Bolívia é o lar de mais de 120.000 adventistas do sétimo dia. Muitas congregações se reúnem em espaços alugados ou em igrejas muito pequenas ou em ruínas. Isso geralmente cria problemas ao tentar evangelizar e convidar membros da comunidade para os cultos da igreja.

Em resposta a um pedido da Igreja Adventista na Bolívia, a Maranatha mobiliza voluntários para construir igrejas em Cochabamba, localizadas na região central da Bolívia. Eventualmente, o projeto da Maranatha se expandirá para atender outras partes do país, incluindo a cidade de La Paz.

Capital: La Paz
População: 11 milhões
Membros adventistas: 123.837

Brasil

O Brasil é o segundo país com o maior número de membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia no mundo, com mais de um milhão de membros. Mas esse número deve crescer. A liderança da Igreja Adventista no Brasil está realizando um grande projeto para plantar 1.000 novas congregações na região nordeste do país. O plano é mobilizar missionários leigos para irem para cidades onde não há presença adventista e assim iniciar uma congregação. Como parte desse grande projeto, o Brasil pediu ajuda da Maranatha na construção de igrejas.

Em abril de 2015, a Maranatha lançou uma versão em português do programa Maranatha Mission Stories, o programa de televisão semanal da Maranatha focado em serviços e missões. Maranatha Histórias de Missão é transmitido pela TV Novo Tempo, uma rede cristã de televisão e rádio sediada no Brasil. O programa introduziu um novo público para o trabalho de Maranatha, gerando interesse nacional em viagens missionárias. Em agosto de 2015, a primeira equipe de voluntários do Brasil fez uma viagem missionária. Desde então, várias outras equipes brasileiras atuaram em projetos no Brasil e em muitos outros países.

Em 2015 também a Maranatha concluiu um grande Centro de Educação e Evangelismo no norte do Brasil.

A partir de 2019 a Maranatha começará o projeto de perfuração de poços de água no país e pra isso conta com a sua doação para levar água para comunidades que lutam arduamente contra a seca no sertão.

Capital: Brasília
População: 202.600.000
Membros adventistas: 1.666.125

Guiana

A Igreja Adventista do Sétimo Dia na Guiana possui a membresia que mais cresce na União Caribenha. Os membros da igreja aqui são apaixonados pela Grande Comissão, mas são impedidos pelas inadequações dos edifícios das igrejas locais. Deterioração e espaços improvisados levam novos membros a sair e membros em potencial a recusar convites até que exista uma verdadeira igreja.

A educação também é uma preocupação. A Igreja Adventista na Guiana não tem operado nenhuma escola desde 1976, quando todas as escolas foram colocadas sob o controle do governo. Ainda assim, os pais anseiam que seus filhos frequentem uma escola administrada pelos adventistas, onde estarão em um ambiente espiritual todos os dias.

Em 2018, a Maranatha construiu igrejas nas cidades de Mahaica, Swan, Belle West e várias outras comunidades na Guiana. Uma nova escola será construída em Georgetown, do outro lado da rua do hospital adventista.

Capital: Georgetown
População: 737.718
Membros adventistas: 64.409