África

Africa_Detail

Costa do Marfim

Em 2019, a Maranatha começou a trabalhar na Costa do Marfim para fornecer igrejas e escolas no país. O compromisso é em resposta a um pedido da Igreja Adventista do Sétimo Dia na África Centro-Ocidental.

Mais de uma década atrás, Maranatha já estava planejando aumentar projetos em países da África Centro-Ocidental quando a epidemia de ebola ocorreu. Hoje, não há ameaça conhecida de ebola, e a Costa do Marfim é um país pacífico.

De início, Maranatha vai se concentrar em projetos em Abidjan, a maior cidade do país e sede da Igreja Adventista na África Central Ocidental. O primeiro projeto será construir uma escola secundária na cidade, junto com algumas igrejas.

Capital: Yamoussoukro
População: 24 milhões
Membros adventistas: 8.161

Quênia

No final de 1906, um missionário chamado Arthur Carscallen chegou à África oriental para compartilhar a mensagem adventista com o povo do Quênia. Nas duas décadas seguintes, Carscallen estabeleceu vários pólos missionários no país.

Mais de um século desde o trabalho pioneiro de Carscallen, a Igreja Adventista no Quênia está prosperando com mais de 800.000 membros. Agora, a liderança da igreja está solicitando a ajuda da Maranatha para prover igrejas, escolas e poços de água para essa crescente população. Em 2019, a Maranatha planeja construir 70 igrejas e 15 salas de aula.

Em 2016, a Maranatha deu início ao primeiro projeto de voluntariado no Quênia em julho, seguido pelo segundo em agosto. Projetos focados na construção de igrejas de um dia para congregações e dormitórios em escolas existentes. As equipes também começaram a perfurar poços em comunidades sem acesso a água limpa.

Voluntários e equipes continuarão trabalhando no Quênia em 2019, com foco em igrejas, escolas e poços.

Capital: Nairobi
População: 45,9 milhões
Membros adventistas: 824.185

São Tomé e Príncipe

Localizada a cerca de 240 quilômetros da costa ocidental da África central, São Tomé e Príncipe é um pequeno país de ilhas. Mas este minúsculo lugar é o lar de uma próspera população de Adventistas do Sétimo Dia. No entanto, eles precisam de mais igrejas.

De 70 congregações e grupos, 50 precisam de um local de culto permanente e mais apropriado. Desde 2018, a Maranatha mobiliza voluntários para construir igrejas e salas de aula na capital São Tomé.

Capital: São Tomé
População: 201.025
Membros adventistas: 7.012

Zâmbia

A Igreja Adventista na Zâmbia está entre as maiores do mundo em número de membros e está crescendo a cada ano aos milhares. Mas o rápido crescimento está esbarrando em um problema: a escassez de espaços para culto ou se uma igreja existe, está geralmente em mau estado. Eles precisam de mais e melhores igrejas.

Segundo os registros da Igreja Adventista, a Zâmbia tem aproximadamente 1,1 milhão de membros. Mas de acordo com um censo recente, mais de três milhões de pessoas se identificaram como adventistas!

A necessidade de mais igrejas e escolas na Zâmbia é enorme. Há muitas histórias de pessoas caminhando quilômetros até a igreja, muitas vezes descalças. Algumas das áreas que precisam de igrejas são tão remotas que a estrutura da Igreja de Um Dia é a única solução que poderia funcionar. Maranatha trabalhou na Zâmbia em 2013, completando centenas de projetos. Desde 2018, a Maranatha retornou à Zâmbia em resposta a um pedido por mais igrejas e uma grande escola na cidade de Kabwe.

Capital: Lusaka
População: 16 milhões
Membros adventistas: 1,1 milhão

Notícias Relacionadas

Relatório do Progresso em Angola

Há pouco mais de um ano Maranatha começou a trabalhar em Angola.…
Leia mais

Maranatha termina outra escola em Harare, Zimbabwe

Em um evento para inauguração da Escola Adventista Primária de Northwood recém-construída…
Leia mais