História

mfiLogo

O serviço decola

Em 1969, John Freeman decidiu que queria levar sua família a uma viagem missionária, dessa forma, especificamente suas filhas teriam uma oportunidade de compreender o valor do serviço. O conceito de um projeto missionário de curto prazo não era novo, mas Freeman colocou um toque especial nele: ele queria que todos fossem em seus próprios aviões. Como ocupação, Freeman, que morava em Berrien Springs, Michigan, tinha um negócio focado em fotografia e impressão. Mas ele também era um piloto amador. Então, ele contatou todos os pilotos particulares que ele conhecia e os convidou a voarem como voluntários para ajudar a construir a Igreja Adventista do Sétimo Dia Eight Mile Rock, em Grand Bahamas.

Assim, uma pequena equipe de 28 jovens voou para as Bahamas durante as férias de Natal e construiu uma igreja.

O projeto inspirou a criação da Maranatha Voos Internacionais, uma organização de voluntários que iria voar em seus aviões particulares para construir igrejas em todo o mundo. As pessoas a chamavam de o Corpo da Paz Cristã e o conceito cresceu em popularidade entre os adventistas.

Em 1973, a Maranatha organizou um projeto de grande escala em Yellowknife, Alaska, para a construção de uma igreja. Quase duas dezenas de pequenos aviões voaram para os Territórios do Noroeste e o evento chamou a atenção da liderança da Igreja Adventista. A Maranatha foi colocada em destaque e o conceito ganhou força no olhar do público.

Em 1982, a diretoria contratou Don Noble para começar a dirigir a organização que era sediada em Berrien Springs. Na época, o escritório tinha uma equipe de dois e eles organizavam apenas poucos projetos por ano. Em seguida, em 1989, Maranatha Voos Internacionais se juntou aos Volunteers International (Voluntários Internacionais), uma organização humanitária com sede na Virgínia. A organização foi renomeada como Maranatha Volunteers International. No mesmo ano, a sede da Maranatha se mudou de Berrien Springs, Michigan, para a região de Sacramento, na Califórnia.

Revolucionando as missões

Alguns anos mais tarde, a Maranatha embarcou em um projeto na República Dominicana que mudou a abordagem da organização para construções. Com o incentivo de um membro do conselho, Noble organizou uma abordagem multiconstrução de uma igreja na República Dominicana. Em 1992, 1.200 voluntários se uniram na capital de Santo Domingo para construir 25 igrejas urgentemente necessárias. O esforço foi um enorme sucesso e um momento divisor de águas para a Maranatha. A partir desse momento, a organização deixou de fazer poucos projetos por ano para concentrar esforços e construir várias igrejas em cada país que entrava.

Ao longo da década de 1990, milhares de pessoas se envolveram com os projetos Maranatha. Em parceria com a Igreja Adventista Mundial, projetos de grande porte foram concluídos em vários países.

Em 2008, a Maranatha apresentou a Igreja de Um Dia, uma estrutura de igreja com kit de telhado projetada para ser construída em um dia. Feita de aço galvanizado, de fácil construção e relativamente acessível, o conceito da Igreja de Um Dia foi um sucesso e as pessoas se apaixonaram por ele. Dois anos depois, a Maranatha lançou a Escola de Um Dia.

O aumento resultante em infraestrutura atendeu necessidades cruciais de congregações em todo o mundo. Além disso, a Maranatha apresentou a muitos grupos da igreja e da escola as missões de curto prazo.

Hoje, a Maranatha organiza cerca de 50 viagens missionárias a cada ano e mais de 2.400 voluntários participam dessas missões. Outros milhares apoiam o trabalho da missão por meio de doações. Ao longo da história de toda a organização, cerca de 70.000 pessoas se apresentaram como voluntários em algum projeto Maranatha.

A linha do tempo na história da Maranatha

1969 – John Freeman e outros 28 voluntários voam em aviões particulares para Grand Bahamas a fim de completar a construção da igreja Eight Mile Rock, em Freeport. A experiência inspira Freeman a criar a Maranatha Voos Internacionais, uma organização de voluntários que voam em seus aviões particulares para construir projetos em todo o mundo.

1973 – A Maranatha organiza um projeto de missão de grande escala em Yellowknife, Alaska, que reúne centenas de voluntários. Isso chama a atenção da liderança adventista do sétimo dia e o conceito Maranatha começa a ganhar força no olhar do público.

Década de 70 – A Maranatha organiza algumas viagens missionárias por ano em vários locais ao redor do mundo.

1980Maranatha constrói 110 casas na ilha de Dominica (liderança de Roger Hatch) e 160 casas na República Dominicana (liderança de VanVanden Heuvel) após o furacão David.

1982 – A comissão contrata Don Noble para dirigir a Maranatha. O escritório é uma equipe de duas pessoas gerenciando de 1 a 2 projetos por ano.

1989 – A equipe da Maranatha Voos Internacionais se funde com os Voluntários Internacionais, uma organização humanitária com sede na Virgínia, e é renomeada para Maranatha Volunteers International (Voluntários Internacionais Maranatha). Mais tarde neste ano, a sede da Maranatha se muda de Berrien Springs, Michigan, para Sacramento, Califórnia.

1992 – A Maranatha envia vários grupos ao longo de um período de três meses para construir 25 igrejas na República Dominicana. Projeto denominado Santo Domingo-92, essa é a primeira vez que a Maranatha concentra seus esforços em um só lugar para vários projetos de voluntariado.

1996 – A Maranatha lança uma parceria com a Fundação Commonweal para construir uma grande escola com várias salas de aula em comunidades carentes de países em desenvolvimento. A primeira escola Commonweal, também chamada de Centro de Educação e Evangelismo, é construída no Panamá.

2004Maranatha Mission Stories (Histórias da Missão Maranatha) nasce com Dick Duerksen como apresentador. Os episódios são veiculados mensalmente e passam a estar disponíveis em fitas VHS.

2007 – Depois de um ano hiato, Dick Duerksen se junta à Maranatha em tempo integral como apresentador e o programa passa a ser semanal.

2007 – Coincidindo com um novo esforço de grande escala em Moçambique, Maranatha decide fazer parceria com a ADRA para perfurar poços onde se construiu igrejas e escolas no país.

2008 – A primeira Igreja de Um Dia é construída em Valle Hermoso, Equador.

2009Maranatha muda sua sede para um espaço maior em Roseville, Califórnia.

2010Maranatha embarca edifícios de Um Dia para o Haiti em resposta a pedidos de ajuda após o terremoto devastador.

2011 – O primeiro campus escolar de Um Dia é construído em Victoria Falls, Zimbábue.

2014 – Começa o segundo esforço da Maranatha para poços de água no Zimbábue, onde a Maranatha está construindo igrejas e escolas.